PARA DEUS TUDO É POSSÍVEL- Santana do Ipanema - quinta, 21 de setembro de 2017

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
25/11/2010 - 18h 00min
Canal do Sertão

Tribunal de Contas da União emite parecer favorável à obra do Canal do Sertão

(Fotos: Ilustração)
Acássia Deliê - ASCOM-SEINFRA-AL

Postura transparente do governo estadual foi elogiada pelo órgão fiscalizador

A proposta do governo do Estado para criar um grupo técnico de trabalho, apoiado pelo Instituto de Pesquisa Tecnológica (IPT), retirou o Canal do Sertão da lista de bloqueios do Orçamento Geral da União para 2011. A decisão favorável foi tomada nesta quarta-feira (24) pelo pleno do Tribunal de Contas da União (TCU) e permite que o Canal receba recursos para os trechos 3, 4 e 5, até o Km 150.

Segundo o superintende de Projetos Especiais da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) e coordenador da obra do Canal do Sertão, Ricardo Aragão, o acórdão da decisão favorável do pleno do TCU sairá nos próximos dias. “Fizemos uma defesa preliminar, através de um relatório técnico, e agora teremos os trechos três, quatro e cinco liberados para obtenção de recursos”, revelou o coordenador.

O Canal do Sertão é considerado uma das principais obras de recursos hídricos do Ministério da Integração Nacional. Os 45 Km correspondentes ao primeiro trecho das obras já está praticamente concluído. De acordo com o coordenador Ricardo Aragão, o segundo trecho, do Km 45 ao Km 64,7 já foi iniciado.

“O Tribunal de Contas da União apenas cumpriu seu papel fundamental de fiscalizar a aplicação dos recursos federais na construção de obras públicas. Como nós estamos vivendo um governo transparente, fizemos a proposta técnica e envolvemos o secretário de fiscalização de obras do TCU, André Mendes. Ele ficou muito satisfeito com a postura do governo estadual e disse que são raros exemplos como este”, disse Ricardo Aragão.

O impasse
O Canal do Sertão passou por auditoria do TCU nos trechos básicos analisados pela Fiscalização de Obras Brasil (Fiscobras), quando surgiram questionamentos do órgão federal. A partir daí, o governo do Estado propôs a formação de uma equipe técnica conjunta, com representantes da Seinfra-AL e do TCU, para eliminar todas as dúvidas e questionamentos do TCU sobre a obra.

   Comentários
Nome *
E-mail *
* Campos obrigatórios  
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000
CAPTCHA Image
Digite o código de segurança da imagem acima: Obter outra imagem
 
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados