PARA DEUS TUDO É POSSÍVEL- Santana do Ipanema - quinta, 21 de setembro de 2017

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
19/03/2010 - 19h 00min
Canal do Sertão

Governo vai intermediar recursos do BNB para beneficiar o Sertão

Canal do Sertão já possui cerca de 150 quilômetros livres para execução de trabalhos (Fotos: )
Daniel Maia - estagiário - Agência Alagoas

Programas do Canal do Sertão e do Projeto Xingó serão potencializados com investimentos na ordem de US$ 23 milhões; mais de 16 mil famílias de Alagoas, Pernambuco, Sergipe e Bahia serão beneficiadas

Canal do Sertão já possui cerca de 150 quilômetros livres para execução de trabalhos

* Ampliar
* Copiar
* Galeria

Representantes das Secretarias de Estado do Planejamento e Orçamento, Infraestrutura, Fazenda e Agricultura se reuniram, na última quinta-feira (18), com a diretoria executiva do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) para dar continuidade às negociações do programa que relaciona o Canal do Sertão com as ações formalizadas pelo Projeto Xingó.

O BNB disponibilizou um total de US$ 23 milhões para investimentos na área de abrangência do Xingó junto ao Fundo Internacional de Desenvolvimento da Agricultura (Fida), beneficiando mais de 16 mil famílias nos estados de Alagoas, Sergipe, Pernambuco e Bahia.

A Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan) participa efetivamente das formalizações contratuais no que se referem a Alagoas. Para Moisés de Aguiar, superintendente de Estratégia de Fomento ao Desenvolvimento da Seplan, as ações propostas pelo Canal do Sertão, referentes a abastecimento de água e inserção dos sistemas de irrigação, se somam aos benefícios já oferecidos pelo Projeto Xingó.

“Com o volume de recursos advindos do BNB, os programas delineados pelo Canal do Sertão irão se integrar aos já desenvolvidos pelo Projeto Xingó. Dessa forma, haverá a possibilidade de viabilizar e potencializar todas as ações que coincidem”, afirmou o superintendente Aguiar, designado pelo secretário do Planejamento e do Orçamento, Sérgio Moreira, para coordenar as ações em nível local.

Sobre o encontro - A reunião aconteceu através de uma videoconferência, na sede do BNB em Alagoas. A sessão teve início com a apreciação do Termo de Referência que apresenta as estratégias e diretrizes do programa. Ficou estabelecida a característica de igualdade de gênero no processo de inclusão dos pequenos agricultores à produtividade, a oferta de assistência técnica qualificada e a promoção de ações para facilitar o empreendedorismo.

A integração do Projeto Xingó com o Canal do Sertão foi o foco da discussão, após a apresentação do histórico das obras por Ricardo Aragão, superintendente de Projetos Especiais da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz). Segundo ele, o canal já possui cerca de 150 quilômetros livres para execução, o suficiente para dar suporte à produtividade nas zonas mais deficitárias do Sertão.

“O canal é o eixo de desenvolvimento entre o Sertão e o Agreste alagoano, e será iniciado pela parte mais difícil até chegar ao município de Arapiraca, que é o nosso objetivo”, disse Ricardo Aragão.

Dentre os setores produtivos beneficiados diretamente pelo Canal do Sertão foram destacadas as cadeias da ovinocaprinocultura e da piscicultura, além das áreas dedicadas à agricultura. As próximas etapas das negociações incluem a realização do Plano Estadual de Negócios (PEN) e a missão de campo nas zonas de obras do Canal do Sertão.

   Comentários
Nome *
E-mail *
* Campos obrigatórios  
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000
CAPTCHA Image
Digite o código de segurança da imagem acima: Obter outra imagem
 
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados