Santana do Ipanema - sexta, 31 de outubro de 2014
  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
Campeonato Alagoano 2011
Eleições 2010
  Serviço
Assinantes (Exclusivo)
Balcão de Oportunidades
Classificados (Novo)
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
Fotos / José Malta Fontes Neto
Homenageados e o venerável da Loja Macônica

Geral
19/12/2009 - 23h 00min

Loja Maçônica Amor a Verdade homenageia médicos santanenses na sua festa branca

Da Redação

A Loja Maçônica Benfeitora da Ordem Amor á Verdade de Santana do Ipanema homenageou na noite deste sábado (19) os médicos Jacob Rêgo de Miranda e Adelson de Miranda Filho com a comenda de Reconhecimento Maçônico pelos relevantes serviços prestados a nossa comunidade.

Após os procedimentos convencionais da festa branca, inclusive com a exibição de um vídeo contando um pouco da história da maçonaria.

O Secretário da loja professor Marcelo Fausto de Souza leu os curricculos dos homenageados e o orador Paulo Fontes apresentou uma mensagem enviada pelo santanense Antonio Alves Sobrinho (Kupim) que destacou a importância da homenagem ora prestada.

O venerável João Firmo Soares convidou inicialmente o Dr. Jório Wanderlei, padrinho do homenageado Adelson de Miranda Filho para que procedesse a entrega da placa e do certificado. No momento seguinte foi convidado o Sr. Bartolomeu Barros para ler a placa e entregar ao médico Jacob Rêgo de Miranda.

Após a entrega das comendas a palavra foi facultada aos homenageados que fizeram uso da mesma e ambos demonstraram gratidão pelo momento em que viviam. Destacaram que cumprem o pedido do saudoso Dr. Adelson Isaac de Miranda e que tem pelo povo santanense um carinho especial.

A palavra foi facultada aos convidados e só que fez uso da mesma foi a enfermeira Sibele Arroxelas que em poucas palavras disse da amizade que tem com os homenageados e seus familiares e que o momento é muito especial.

A solenidade foi encerrada com uma mensagem natalina em multimídia e os agradecimentos especiais do venerável da loja.

Apresentamos a seguir a mensagem enviada por Antonio Alves Sobrinho (Kupim)

A Constituição do Grande Oriente do Brasil – Maior Potência Maçônica da América Latina – ao tempo em que condena a exploração do Homem, os privilégios e as regalias, preconiza, por outro lado, o enaltecimento, a exaltação e a premiação do mérito, da inteligência e da virtude, bem como o valor demonstrado na prestação de serviços à Ordem, à Pátria e à Humanidade.

A solenidade desta noite vincula-se ao reconhecimento de mérito por serviços prestados à Humanidade. Esta noite maçônica é noite de merecida premiação a dois médicos amigos da Maçonaria. E mais do que amigos, dois membros diletos da família maçônica e de nossa terra, dois jovens de quem justamente nos orgulhamos.

É o momento em que, de público, queremos transmitir nossa amizade, nosso apreço e nosso abraço fraterno e paternal aos Doutores JACOB RÊGO DE MIRANDA e ADELSON DE MIRANDA FILHO. Os dois descendem de família que se enraíza entre os fundadores de Santana do Ipanema, por parte de mãe. O avô materno foi maçom de elevado grau nos tempos em que fazer Maçonaria era tarefa árdua que afrontava, além da distância e dos precários meios de transporte, o preconceito e a censura velada de algumas camadas sociais. Na linhagem paterna, Jacob e Adelsinho se entranham nas famílias Isaac e Miranda, de Pernambuco, sendo seu avô, Apolônio Isaac, de origem israelita. O pai dos homenageados, Adelson Isaac de Miranda, tem lugar de honra entre nós e é merecedor de mais alentada menção neste pronunciamento. Foi um dos homens mais influentes de seu tempo na comunidade santanense, repercutindo sua influência em todo o sertão de Alagoas.

Dentista, pecuarista e empreendedor social, emprestou seu entusiasmo e a força de seu denodado espírito a todos os movimentos em prol do bem-estar e do desenvolvimento regional. Participou do Rotary Clube, de Associação de Criadores, da Sociedade São Vicente de Paula e de tantos outros movimentos sócio-culturais. Mais do que isso, modelou a juventude como educador de rara sensibilidade e admirável capacidade de influenciar pessoas para o bem e para o sublime.

Como maçom, foi um dos fundadores desta Loja, e ao desenvolvimento da Maçonaria em nossa cidade dedicou o melhor de si. Sua voz nunca emudeceu em nosso augusto Templo em defesa da liberdade, do bem e do aperfeiçoamento moral e espiritual da pessoa humana.

Como Homem dividiu sua vida com a virtuosa Vilma, que nunca lhe faltou com o conselho e o incentivo e ao lado de quem constituiu uma das famílias mais bonitas de Santana do Ipanema. De seu amor surgiram cinco lindas flores: Airles, Jacob, Chéops, Adelson e Vania Maria. Uma dessas flores, a mais formosa e de mais fino aroma, foi chamada mais cedo para embelezar e perfumar os jardins do Senhor.

CAROS DOUTORES JACOB E ADELSON

Se nos detivemos em destacar a saga e os dotes de sua família, é porque sua família merece. Mas tenham certeza de que esta Loja não os condecora e exalta nesta noite pelo mérito de sua família.

Vocês aqui estão por mérito próprio. A homenagem é a vocês. A admiração que temos é a vocês. É a grandeza moral de vocês, a inteireza de caráter de vocês e a dedicação de vocês à pessoa humana e à causa do Bem que os fazem merecedores dessa singela homenagem.

Vocês abraçaram a mais sublime das profissões. Nenhuma é tão bela, nenhuma tão necessária ao Homem. A Medicina não apenas cura as feridas, ela acende também nos corações a esperança. A dor parece encontrar lenitivo apenas com a presença do médico. O desespero abranda diante do profissional da saúde. É profissão que engrandece e santifica o Homem.

O Brasil vive situação caótica em relação à saúde pública. Os recursos governamentais, parcos e mal distribuídos, sofrem ainda a dilapidação, o desvio e a má gestão de entidades, governantes e profissionais inescrupulosos, tirando exatamente daqueles que mais precisam e mais merecem: os pobres, os indigentes, os deserdados da fortuna e da caridade. Os hospitais públicos são verdadeiros depósitos de moribundos, faltando assistência, remédios e pronto atendimento. É necessário que se mude esse quadro. Estamos carentes não apenas de médicos, mas de bons médicos, e quando dizemos “bons médicos” não nos referimos somente a médicos competentes, sabedores de ciência, mas a médicos humanos, compreensivos, que façam da profissão um sacerdócio, um instrumento de solidariedade e de beneficência, que vejam no paciente não um problema, mas uma criatura de Deus, um Irmão carente e fragilizado, uma oportunidade que Deus oferece ao médico para que exerça a profissão com humildade, na prática do amor e da caridade.

Para nós, maçons santanenses, vocês dois encarnam esse ideal. Nunca um chamamento desta Loja ficou sem resposta diante dos dois. Nunca a necessidade de um membro desta Loja ou de pessoa por maçom encaminhada à atenção de vocês encontrou porta fechada, má vontade ou empecilho no que estivesse dentro de suas possibilidades.
Nossa opinião não é isolada ou ditada pelo apreço e amizade que lhes dedicamos. Toda a comunidade santanense enaltece a dedicação, o desvelo e a atenção que vocês dispensam às pessoas que os procuram, quer para atendimento direto, quer para encaminhamento aos escassos e injustos recursos de nosso sistema de saúde. E nisso, vocês, além de exercerem a cidadania, rendem a seu pai a maior honra que ele almejava e que foi matéria de pedido especial aos filhos – servir com abnegação e amor aos santanenses.

Por tudo isso, admiramos, louvamos e amamos vocês. Por tudo isso, achamos que são merecedores da comenda do Reconhecimento Maçônico que ora lhes outorgamos. Por tudo isso e pelo muito que ainda farão pelos menos favorecidos e mais merecedores de caridade, nós nos orgulhamos de chamá-los SOBRINHOS.
Que o Grande Arquiteto do Universo nos ilumine e guarde a todos.

Discurso proferido no templo da Augusta Loja Maçônica Benfeitora da Ordem Amor à Verdade, em 19/12/2009, quando da homenagem prestada aos doutores Jacob Rêgo de Miranda e Adelson de Miranda Filho.

No anexo aconteceu o tradicional jantar festivo de confraternização.
   Comentários
Nome *
E-mail *
* Campos obrigatórios  
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000
CAPTCHA Image
Digite o código de segurança da imagem acima: Obter outra imagem
 
 
© 2001/2014 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados