PARA DEUS TUDO É POSSÍVEL- Santana do Ipanema - segunda, 19 de fevereiro de 2018

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
24/01/2018 - 17h 35min
Saúde

Santa Casa: Gestantes de cidades e bairros distantes dizem por que preferem maternidade SUS

(Fotos: Assessoria)
Por Theodomiro Jr. - ASCOM Santa Casa de Maceió

Localizada próxima a áreas de grande acúmulo populacional como o Jacintinho, Poço e Ponta da Terra, a Santa Casa Nossa Senhora da Guia vem recebendo gestantes e crianças (para cirurgia infantil) de cidades distantes cerca de 300 km como Delmiro Gouveia e Água Branca, no extremo oeste do estado, e de bairros da capital alagoana, como o Benedito Bentes, também distantes da maternidade.

É o caso da dona de casa A.P.S.C., que poderia ter escolhido o Hospital Universitário, mais próximo de sua casa, mas preferiu a Santa Casa Nossa Senhora da Guia por causa da experiência positiva de outras mães que tiveram filho na maternidade SUS da Santa Casa.

Enquanto espera a alta de sua filha Samara (em tratamento com fototerapia), A.P.S.C. destaca, entre outros pontos, o alojamento onde está hospedada enquanto aguarda a alta da filha: "Estou feliz em poder estar perto de minha filha dia e noite. Se não houvesse o alojamento, ficaria difícil ir e vir para casa todos os dias, além do gasto com transporte", pontuou.

A unidade materno-infantil Santa Casa Nossa Senhora da Guia tem como missão atender com excelência gestantes de baixo e médio risco e crianças com indicação cirúrgica pelo Sistema Único de Saúde.

A unidade segue referenciais de humanização e qualidade, sendo reconhecida pelo UNICEF e Ministério da Saúde como Hospital Amigo da Criança. Possui 80 leitos, sendo 10 da Unidade Cuidados Intermediários; climatização nas 18 enfermarias; uma sala de parto, pré-parto e puerpério com a ambiência adequada ao parto normal; número reduzido de leitos por enfermaria; presença de acompanhante no parto; equipe multidisciplinar capacitada para estimular o parto normal e o aleitamento; posto de coleta de leite materno, além de atendimento 24 horas, inclusive finais de semana.

“As mães contam ainda com os cuidados e as ações promovidas pela Psicologia, Serviço Social e Fisioterapia antes, durante e após o parto, que levam acolhimento, informação e bem estar às mães, sendo um diferencial importante para quem escolhe a maternidade para realizar o parto”, diz a psicóloga Fabiana Nabuco.

   Comentários
Nome *
E-mail *
* Campos obrigatórios  
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000
CAPTCHA Image
Digite o código de segurança da imagem acima: Obter outra imagem
 
 
© 2001/2018 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados