PARA DEUS TUDO É POSSÍVEL- Santana do Ipanema - segunda, 20 de novembro de 2017

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
06/11/2017 - 09h 36min
Cultura

Colunistas: Do cabelo ao Escabelo - Por Fábio Campos

(Fotos: Imagem Ilustrativa)
Por Fábio Campos

DO CABELO AO ESCABELO

Luislinda Valois, ministra brasileira dos direitos humanos, protagonizou esta semana, episódio que beira a bizarrice. Ao formalizar a presidência da república, pedido de aumento de salário. Até aí nada de anormal, nós professores, também queremos reajuste dos nossos salários. A causa do estardalhaço ficou por conta da quantia pedida, o dobro do que ganhava. E o argumento usado: estaria se sentindo “vítima de trabalho escravo.”

O providencial trocadilho, título desta crônica, é alusão ao cabelo cheio de apliques da ministra, e a condição em que a mesma se colocou: de escrava. Mas, e a origem dessas palavras?

“Cabelo do Latim ‘capillus’, é cada um dos pelos que crescem na parte superior da cabeça do corpo humano. Diferenciam-se dos pelos comuns pelo seu elevadíssimo número e pelo desenvolvimento em comprimento. Podem ser lisos, crespos, ondulados, de diferentes cores: loiro, ruivo, castanhos, negros. Em pessoas idosas, ou sob condições anômalas, brancos. Crescem numa região específica da epiderme denominada couro cabeludo. Fonte: yahoo.com/respostas.”

Clique Aqui e veja a crônica completa

   Comentários
Nome *
E-mail *
* Campos obrigatórios  
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000
CAPTCHA Image
Digite o código de segurança da imagem acima: Obter outra imagem
 
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados