PARA DEUS TUDO É POSSÍVEL- Santana do Ipanema - sŠbado, 18 de novembro de 2017

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

ÔĽŅ
  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sert√£o
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
08/10/2017 - 12h 30min
Economia

Bandeira tarif√°ria fica vermelha em mais da metade do tempo desde a entrada em vigor

(Fotos: G1)
Do G1 São Paulo e Brasília

Dos 34 meses de validade do sistema, em 19 a bandeira ficou vermelha. Entre janeiro de 2015 e agosto de 2017, brasileiros pagaram cerca de R$ 20 bilh√Ķes a mais nas contas de luz.

bandeira tarifária, que aplica uma taxa extra nas contas de luz quando aumenta o custo de geração de energia no país, ficou na cor vermelha durante mais da metade do tempo desde que entrou em vigor, em janeiro de 2015.

A cor vermelha indica que está muito alto o custo de produção de energia no Brasil e que serão aplicadas as maiores taxas adicionais previstas nesse sistema na conta de luz.

De acordo com dados da Ag√™ncia Nacional de Energia El√©trica (Aneel), os consumidores pagaram cerca de R$ 20,8 bilh√Ķes a mais nas contas de luz de janeiro de 2015 a agosto de 2017 (dado mais recente dispon√≠vel) devido √† cobran√ßa da taxa extra das bandeiras.

Dos 34 meses contados até outubro deste ano, 19 (55,9% do total) foram sob bandeira vermelha, nem sempre seguidos.



Os dados evidenciam que os consumidores brasileiros t√™m convivido com energia mais cara com frequ√™ncia nos √ļltimos anos. A raz√£o para isso √© a estiagem (veja mais abaixo neste texto).

A bandeira vermelha tem dois patamares, e o preço da taxa extra pode ser de R$ 3 ou R$ 3,50 por 100 KWh de energia consumidos.

Na semana passada a Aneel anunciou que a bandeira ficaria na cor vermelha patamar 2 em outubro, o que obrigar√° os consumidores a pagarem a taxa extra mais cara. √Č a primeira vez que a bandeira fica na cor vermelha patamar 2.

Desde janeiro de 2015, a bandeira verde vigorou por 11 meses. A verde indica condi√ß√Ķes favor√°veis para produ√ß√£o de energia mais barata e n√£o gera cobran√ßa de taxa extra nas contas de luz.

A bandeira amarela vigorou por 4 meses. Est√° abaixo da vermelha, mas indica que as condi√ß√Ķes de produ√ß√£o de eletricidade ficaram um pouco menos favor√°veis.

Reservatórios baixos


Estiagem faz nível das hidrelétricas do noroeste paulista ficar mais baixo (Foto: Reprodução/TV Tem)


A falta de chuvas vem atingindo o pa√≠s desde 2012. Durante o per√≠odo √ļmido, chega menos √°gua aos reservat√≥rios das hidrel√©tricas, que, por conta disso, ficam com n√≠veis de armazenamento muito baixos em per√≠odos mais secos, como agora.

Na quinta-feira (5), os reservatórios das hidrelétricas do Sudeste e Centro-Oeste, que respondem por cerca de 70% da capacidade de geração do país, estavam com nível de armazenamento médio de 23,07%.

Para se ter uma ideia, em 5 de outubro do ano passado, esses mesmos reservatórios registravam índice de 39,08%.

Para poupar água das hidrelétricas, o governo aciona as termelétricas, que são usinas que geram energia mais cara, por meio da queima de combustíveis como óleo e gás natural. Quanto mais baixo o nível dos reservatórios, mais termelétricas são acionadas e cada vez mais caras.

O uso das termelétricas é o que faz o custo da produção de eletricidade subir. Na quinta-feira, essas usinas eram responsáveis por atender a 22,75% da demanda por energia do país, quase o dobro do verificado em 5 de fevereiro deste ano (11,72%), quando a bandeira estava na cor verde.

Valores das bandeiras tarif√°rias aprovados pela Aneel para 2017 (Foto: Arte/G1)


A bandeira tarifária, que aplica uma taxa extra nas contas de luz quando aumenta o custo de geração de energia no país, ficou na cor vermelha durante mais da metade do tempo desde que entrou em vigor, em janeiro de 2015.

A cor vermelha indica que está muito alto o custo de produção de energia no Brasil e que serão aplicadas as maiores taxas adicionais previstas nesse sistema na conta de luz.

De acordo com dados da Ag√™ncia Nacional de Energia El√©trica (Aneel), os consumidores pagaram cerca de R$ 20,8 bilh√Ķes a mais nas contas de luz de janeiro de 2015 a agosto de 2017 (dado mais recente dispon√≠vel) devido √† cobran√ßa da taxa extra das bandeiras.

Dos 34 meses contados até outubro deste ano, 19 (55,9% do total) foram sob bandeira vermelha, nem sempre seguidos.
Preço da energia: mais da metade dos meses teve bandeira vermelha desde 2015
Preço da energia: mais da metade dos meses teve bandeira vermelha desde 2015

Os dados evidenciam que os consumidores brasileiros t√™m convivido com energia mais cara com frequ√™ncia nos √ļltimos anos. A raz√£o para isso √© a estiagem (veja mais abaixo neste texto).

A bandeira vermelha tem dois patamares, e o preço da taxa extra pode ser de R$ 3 ou R$ 3,50 por 100 KWh de energia consumidos.

Na semana passada a Aneel anunciou que a bandeira ficaria na cor vermelha patamar 2 em outubro, o que obrigar√° os consumidores a pagarem a taxa extra mais cara. √Č a primeira vez que a bandeira fica na cor vermelha patamar 2.

Desde janeiro de 2015, a bandeira verde vigorou por 11 meses. A verde indica condi√ß√Ķes favor√°veis para produ√ß√£o de energia mais barata e n√£o gera cobran√ßa de taxa extra nas contas de luz.

A bandeira amarela vigorou por 4 meses. Est√° abaixo da vermelha, mas indica que as condi√ß√Ķes de produ√ß√£o de eletricidade ficaram um pouco menos favor√°veis.

Fonte e Reportagem completa TV Globo:
https://g1.globo.com/economia/noticia/bandeira-tarifaria-fica-vermelha-em-mais-da-metade-do-tempo-desde-a-entrada-em-vigor.ghtml

   Comentários
Nome *
E-mail *
* Campos obrigatórios  
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000
CAPTCHA Image
Digite o código de segurança da imagem acima: Obter outra imagem
 
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados