PARA DEUS TUDO É POSSÍVEL- Santana do Ipanema - sbado, 18 de novembro de 2017

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
16/08/2017 - 11h 49min
Economia

Inadimplência atinge 41,8% dos consumidores alagoanos, expõe Serasa

Serasa expõe que números de endividados reduziu nos últimos meses (Fotos: Jonathan Lins / G1)
Do G1/AL

Estudo mostra que houve redução nos últimos meses no número de devedores.

Cerca de 909.532 consumidores alagoanos, ou seja, 41,8%, das pessoas que possuem vínculo formal com o sistema de crédito do país estão inadimplentes. A informação divulgada na terça-feira (15) é do Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor, que mostra uma redução no número de devedores no país.

Em maio deste ano a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) apontava que 73,2% dos consumidores da capital alagoana acumulavam dívidas com o sistema financeiro de crédito.

Segundo o estudo do Serasa Experian a redução no número de inadimplentes no país em comparação ao mesmo período de 2016 foi motivada pela queda da inflação, a redução das taxas de juros e o ingresso de recursos do FGTS na economia.

Diante do cenário de inadimplência, especialistas do Serasa recomendam que os consumidores busquem alternativas para negociar a quitação do débito.

Confira dicas dos especialistas da Serasa para as contas atrasadas:

1. Renegocie as dívidas de maneira que as novas parcelas da renegociação caibam no bolso e, somadas aos débitos já existentes (desconsiderando o imobiliário), não ultrapassem 20% da renda mensal.

2. Prepare-se antes de renegociar: coloque na ponta do lápis todas as despesas fixas e as contas já assumidas ou previstas. Assim, é possível saber o quanto está disponível para pagar a nova dívida que será renegociada, escolhendo quais as condições e formas de pagamento que melhor se encaixam no orçamento.

3. O consumidor inadimplente com direito ao resgate do FGTS deve utilizar ao menos parte do valor recebido para quitar dívidas pendentes.

4. Use o crédito mais barato para pagar dívidas mais caras: um crédito consignado poderá ser a saída para as parcelas atrasadas do cartão de crédito ou do cheque especial, por exemplo.

Fonte:
http://g1.globo.com/al/alagoas/noticia/inadimplencia-atinge-418-dos-consumidores-alagoanos-expoe-serasa.ghtml
Acesso em 16/08/2017 - 11h52min

   Comentários
Nome *
E-mail *
* Campos obrigatórios  
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000
CAPTCHA Image
Digite o código de segurança da imagem acima: Obter outra imagem
 
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados