PARA DEUS TUDO É POSSÍVEL- Santana do Ipanema - sexta, 24 de novembro de 2017

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
15/12/2015 - 15h 10min
Polícia

Fraude no INSS: PF deflagra operação e faz buscas em Santana do Ipanema

(Fotos: www.alagoasnanet.com.br)
Por Lucas Malta - www.alagoasnanet.com.br

Equipes da Polícia Federal iniciaram na manhã desta terça-feira (15) uma operação em diversas localidades de Santana do Ipanema e outras cidades da região do Sertão de Alagoas. As ações, segundo informado por assessoria da PF, fazem parte de uma operação em conjunto com o Ministério do Trabalho e Previdência Social, chamada de ?Operação Capinagem?.

O alvo das investigações seria um grupo de pessoas que participam de um esquema de fraude na concessão de pensões por morte e salário maternidade. Também por informações iniciais é sabido que alguns funcionários do INSS, suspeitos de participar da ação, já estariam sendo afastados.

A PF informou que está cumprindo 27 mandados de busca e apreensão e 32 mandados de condução coercitiva em vários municípios. As medidas foram determinadas pela Justiça Federal em Santana do Ipanema após manifestação favorável do MPF em Arapiraca.

As investigações

De acordo com as informações divulgadas pela PF, as investigações fazem parte de um inquérito que aponta indícios de envolvimento de servidores do INSS, intermediários e presidentes de sindicatos rurais nessas fraudes.

Basicamente o esquema consiste na falsificação de documentos (certidão de casamento, nascimento, óbito, contratos de comodato, ficha de sindicatos rurais, declaração de exercício de atividade rural, etc) com o objetivo de simular a qualidade de trabalhador rural do instituidor da pensão por morte ou da beneficiária de salário maternidade.

O Ministério do Trabalho e Previdência Social através da Assessoria de Pesquisas Estratégicas e de Gerenciamento de Risco (APEGR), identificou em 40 (quarenta) benefícios, algumas das irregularidades.

Estes, segundo a PF, já teriam causado um prejuízo corrigido de mais de R$ 2 milhões (exatos R$ 2.378.917,16). Outros (70) setenta processos concessórios de benefícios suspeitos já se encontram na Polícia Federal para apuração, razão pela qual se estima que o prejuízo total final possa ser muito maior. Os envolvidos na fraude irão responder pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, prevaricação, estelionato previdenciário e furto mediante fraude.

   Comentários
 
Jucelino
segunda, 17 de julho - 00:29
A magia existe e faz tempo . Enquanto não trocar todos funcionários de Santana do Ipanema,Al nunca acabará..
Nome *
E-mail *
* Campos obrigatórios  
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000
CAPTCHA Image
Digite o código de segurança da imagem acima: Obter outra imagem
 
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados