Santana do Ipanema - tera, 21 de novembro de 2017
  Literatura
Contos
Crônicas
Destaque Literário
Escritores
Espaço do Leitor
Histórias Engraçadas
Marcas do Passado
Não Tropeçe na Língua
Outras Peças Literárias
Poemas
Poesias
Reflexões
Versos e Prosas


  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
Versos e Prosas
13/01/2014
BRITO CABECINHA, A SOGRA E A LOTECA
Remi Bastos


TODO SANTANENSE TEM UM VÍCIO
NÃO SEI COMO EXPLICAR,
ALGUNS GOSTAM DE CINEMA
OUTROS PREFEREM O PANEMA
COMO UM ESPAÇO DE LAZER,
MAS, TAMBÉM EXISTEM AQUELES
QUE SE ATREVEM A ARRISCAR,
APOSTAM NO JOGO DE BICHO
PENSANDO UM DIA ENRICAR.

O CASO DO CABECINHA
É MESMO ENGRAÇADO,
A SUA ESPECTATIVA
DE ACERTAR NA ESPORTIVA
TINHA CHEIRO DE DINHEIRO,
QUANDO A LOTÉRICA ABRIA
O BRITO CEDO PARTIA
PRA FAZER SUA FEZINHA
CHEGANDO ALI PRIMEIRO.

NA DÉCADA E SETENTA
AS APOSTAS ESTAVAM EM ALTA
A POPULAÇÃO JOGAVA
E O BRITO APOSTAVA
TENTANDO MESMO ACERTAR.
AS SUAS INTUIÇÕES
CHEGAVAM ÀS VEZES BEM PERTO
MESMO O BRITO SENDO ESPERTO
SÓ CONTAVA COM O AZAR.

QUANDO FOI UM BELO DIA
O CABECINHA EMPOLGADO,
NUM PALPITE DE PRIMEIRA
ARRISCOU O DIM DIM DA FEIRA
MAIS UMA VEZ NA LOTECA,
NAQUELA ÉPOCA O RESULTADO
VINHA TRÊS DIAS DEPOIS
E O BRITINHO, POIS, POIS
GARANTIU TER ACERTADO.

COM UM SORTUDO NA PRAÇA
EM MEIO A TANTA EUFORIA
SEM SABER MESMO A QUANTIA
VIVENDO O ENTUSIASMO,
SAIU DE CASA CEDINHO
DEPOIS DO TERCEIRO ORGASMO,
CONVIDOU OS PAPUDINHOS
E FORAM BEBER DE GRAÇA
NO BAR DO AMIGO ERASMO.

POR VOLTA DAS QUINZE HORAS
JÁ UM POUCO ALTERADO,
O NOVO MILIONÁRIO
NO SEU INTINERÁRIO
E NUM GESTO PONTUAL,
FOI COMEMORAR EM CASA
ONDE A FAMÍLIA AGUARDAVA
O VELHO RELICÁRIO
COM UM BELO DO RITUAL.

A SOGRA QUE A TUDO OUVIA
LA DO FUNDO DO QUINTAL
NÃO CONSEGUIU SE SEGURAR
E CORREU PARA ABRAÇAR
O SEU GENRINHO QUERIDO,
ANTES DOIS INIMIGOS,
DIZENDO COM FERVOU
ENTRE NÓS NÃO HÁ MAIS NADA
O QUE PASSOU, PASSOU.

PASSADO A COMEMORAÇÃO
ISTO TRÊS DIAS DEPOIS
O BRITINHO TODO CONTENTE
FOI A CAIXA ECONÔMICA
NEGOCIAR COM O GERENTE,
TAMANHA A DECEPÇÃO
NAQUELA OCASIÃO,
QUANDO CONFERIU O TESTE
NÃO TINHA ACERTADO NÃO.

SENTINDO-SE UM DERROTADO
E SEM PODER FAZER JUSTIÇA,
CONTOU SEU TROCADINHO
TOMOU O RUMO SOZINHO
NO SENTIDO DO MERCADO,
PASSOU NO OURO BRANCO
COMPROU CEM GRAMAS DE LINGUIÇA
DEPOIS FOI ENCHER O PAPO
NA TORDA DE DONA CIÇA.

ENQUANTO ISSO EM CASA
TODOS ESPERAVAM CONTENTES
PELO BRITO CABECINHA
COM UMA MESA NO TERRAÇO,
QUANDO FOI DE TARDEZINHA
O BRITO APONTOU NA PONTE
IGUAL UM RINOCERANTE,
A SOGRA TOMOU A FRENTE
E PARTIU PARA O ABRAÇO.

MEU GENRINHO QUERIDO
DISSE A SOGRA COM INTENÇÃO
ESSE MENININHO LINDO
TÃO CHEIO DE MEIGUICE
TUDO QUE GANHA HOJE EM DIA
REPARTE COM A FAMÍLIA
SEM PENSAR EM MACAQUICE,
E O BRITO CHEIO DE CANA
EMPURROU A VELHA E DISSE:

VÉIA CARA DE CHULÉ
MACACA DE MEIO DE FEIRA
COBRA PRETA PAPA MÉ,
ESSA TUA SEM-VERGONHICE
EU JÁ MANJEI PORQUE É,
TAIS QUERENDO O MEU DINHEIRO
QUE O BANCO NÃO LIBEROU
VA DIRETO PRO INFERNO
CAGA RAIVA COM FEDOR.

Aracaju/SE, 11/01/2014.
 
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados