Santana do Ipanema - segunda, 19 de fevereiro de 2018

  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 

Data: 01/08/2017
Imagem: Não Informado
Acervo: Acervo da Família
 
Vamos legendar?
 
 
 
   Comentários
 
Claudevam Barros
sábado, 19 de agosto - 23:16
Tenho muito que agradecer a minha cidade, mais o que nos trás esse comentário são as lembranças de homens que nos acrescentaram sabedoria em nossas vidas, assim com riquezas de sinceridade em suas palavras permanecem para sempre obrigado senhor Benedito.
 
Jose de Melo Carvalho
quinta, 10 de agosto - 12:28
Boas recordações da familia.
 
Kátia de Oliveira Barros Gaia
terça, 08 de agosto - 12:20
Parabéns João pela homenagem ao seu pai. Nós que tivemos o privilégio de conhece-lo , sabe do perfil do homem que foi De. Benedito. Eu, como nora ,recordo-me me dê muitas conversas nossas , onde ele passava com grande sabedoria sua história do vida.
 
João Pedro Gaia Nepomuceno
segunda, 07 de agosto - 23:50
Meu querido pai Sr. Benedito Nepomuceno, homem de gesto simples,nasceu em Santana em 06 de junho de 1896, comerciante do ramo de tecidos, casado com Sra. Maria das Virgens Gaia Nepomuceno (D.Virginia), teve muitas conquistas e muitos desafios em prol de uma numerosa família, tivemos o privilégio de conviver com ele até seus 98 anos. Homem valoroso, honrado e trabalhador. Sinto muita honra de ser seu filho. Obrigado meu Deus
 
João Pedro
segunda, 07 de agosto - 23:33
Meu querido pai sr. Benedito Nepomuceno, homem de gesto simples, comerciante do ramo de tecidos, filho único, ficou órfão de pai aos 6 anos de idade, nasceu em Santana do Ipanema em 06 de junho de 1896, após falecimento de seu pai,sua mãe foi morar em Crato no Ceará,ao completar seus 18 anos de vida, seus tios pediram a parentes próximos que convencem meu pai, a voltar para Santana, para tomar posse dos bens deixado pelo meu avô, no ano de 1914 ele regressa à Santana e vai morar na casa de seu tio Tertuliano Nepomuceno, a quem carinhosamente o chamava de meu Tio Tertinho, o menino Benedito ao chegar em Santana, disse o seguinte: Meu Tio queria avaliar como era meu comportamento, com o passar do tempo, foi se adequando ao sistema de seu Tio, passando a ganhar confiança do mesmo e também da sociedade, homem pacato, respeitador, honrrado​ e trabalhador, conquistou muitos amigos, graças à Deus.Constituio uma família numerosa, tenho o privilégio de ser seu filho.
Nome *
E-mail *
* Campos obrigatórios  
Comentário:

 Caracteres restantes : 1000
CAPTCHA Image
Digite o código de segurança da imagem acima: Obter outra imagem
 
 
© 2001/2018 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados