Santana do Ipanema - quarta, 13 de dezembro de 2017

  Informação
Assistência Social
Cultura
Curiosidades
Economia
Educação
Entrevistas
Esportes
Geral
Moda & Beleza
Opinião
Polícia
Política
Religião
Saúde
Sexualidade
Turismo
Vídeos
  Especiais
Canal do Sertão
Especiais de Domingo
  Serviço
Documentários
Eventos
Galeria de Fotos
Guia de Negócios
Literatura
Shows e Festas
  Interativo
Fale Conosco
Mural de Recados
Rádio Portal Maltanet
Webmail
 
Fábio Campos
Conheça o colunista Fale com o colunista
 

03/12/2017
ADEDONHA: VOCÊ UM DIA FEZ ESSE JOGO.
 
“Stop! É um jogo popular no Brasil, conhecido também como Adedanha, Adedonha, Salada de frutas, Uestope ou Nome-Lugar-Objeto. A princípio devem ser escolhidos temas, que posteriormente servirão como base para a dinâmica do jogo. Exemplos de temas são: Nome, Cor, Animal, dentre outros. Uma vez com os temas definidos, será sorteada uma letra entre os jogadores e inicia-se uma rodada. Todos devem responder cada tema com a letra sorteada no início da resposta. Aquele que responder todos os temas primeiro, aciona “Stop!”, fazendo com que todos os outros jogadores parem de responder no exato momento. A validade da resposta para cada tema é conferida, atribuindo-se 0 (zero) pontos para uma resposta inválida, 5 pontos para uma resposta válida repetida e 10 pontos para uma resposta válida única. O processo é repetido até atingir um número de rodadas específico. Fonte: spots.com.br”

Pois é caros leitores, nossa crônica inicia-se lembrando desta brincadeira de infância. Praticada mais entre os que já jubilaram, ou estão a caminho disso. Aqui no nosso sertão era conhecida como “Nome-Lugar-Objeto”, mais difundida entre as meninas. Devido a facilidade do material usado, papel e lápis, ocorria com mais frequência no ambiente escolar. Não é preciso ser nenhum psicopedagogo pra saber que este jogo promove o desenvolvimento do raciocínio lógico, a leitura, o intelecto, além de aumentar o vocabulário de cada um. O que otimiza o processo de escrita. Isso possibilita aos praticantes deste jogo, uma melhor performance na hora de construir uma redação.

O ano Mariano [2017] instituído no Brasil pela CNBB e aprovado pelo Vaticano oficialmente encerrou-se, no último dia 12 de outubro, com a festa de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. 2018 já está instituído pela Santa Sé como o ano do Laicato. Futuramente falaremos sobre. Apaixonado que somos por Maria, nossa mãe Santíssima falemos mais um pouco a seu respeito, especificamente sobre o Santo Ofício de Nossa Senhora.

“O Ofício pode ser rezado a cada três horas, ou pode também ser rezado de uma só vez; como também pode ser cantado. É fonte de muitas graças, especialmente contra as tentações do demônio. Consta de sete partes: Matinas e Laudes rezadas de madrugada Primas 6h da manhã; Terça 9 h da manhã; Sexta ao meio dia; Noa [ou Nona] 3 h da tarde, Vésperas 6h hora da tarde; Completas 9h da noite. Fonte: cleofas.com.br

"Escrito na Itália no século XV pelo franciscano Bernardino de Bustis e aprovado pelo papa Inocêncio XI em 1678. No Brasil foi propagado sobretudo no Nordeste, por Frei Damião de Bozzano."

Bateu uma curiosidade ao ver aqui tantas palavras de pouco uso em nossa língua. Daí chegamos a “As Horas Canônicas” (Divinum Officium) antiga divisão do tempo, desenvolvida pelo Cristianismo que criou o “Livro das Horas”. Atualmente chamada de Liturgia das Horas (Do Latim: Liturgia horarum) Fonte: wikipedia.org.br”

Minha mãe Dineusa Bezerra, sabe o Santo Ofício de ‘cor e salteado”. Conta ela que certa vez, indo em romaria pra Juazeiro do Norte, visitar “padrinho” Cícero. No meio do caminho, notaram que o carro que iam, estava sendo perseguido por alguém mal intencionado. Naquele momento rezavam o Santo ofício, e dona Djanira, esposa do saudoso Miguel da Barriguda, apelou ao padre do Vale do Cariri: “Valei-me meu Padrinho Cícero!” E minha mãe, teria dito: “Djanira e já não estamos pedindo a interseção de Nossa Senhora?” E todos riram da situação. Logo em seguida a providência divina: passaram ilesos pelo carro dos mal intencionados, quebrado ao lado da estrada.

Uma curiosidade sobre a palavra “Véspera” que aparece na Liturgia das Horas. O termo vem de Vésper também conhecido como “Estrela D’Alva” ou “Estrela do Pastor” nada mais é que o planeta Vênus. Daí a palavra vespertino, para o turno da tarde. A expressão: “sofrer de véspera”, seria sofrer por antecipação. Daria origem ao dito popular: “Quem morre de véspera é peru de natal.”

E pra encerrar.

Professor Sílvio Hermano Bulhões (filho dos cangaceiros Curisco e Dadá. Criado pelo padre Bulhões) ontem na AABB de Santana do Ipanema, por ocasião da exibição dos documentários [em curta-metragem]: “Uma Saga Caeté” e “O Mar de Curisco” teria dito:

“O mar não é “O” mar”; é “A” Mar” pois tem TPM, uma hora está calmo, outra está agitado, fui marinheiro e sei."

Deu no Watsapp:

"Divulgada a Lista dos convocados para a Seleção de Futebol da Rússia: Orllof, Sminorf, Absolut, Natasha e o técnico: “Caninha da Roça” naturalizado; Seleção de Portugal: 10 vezes a frase: ”tanto faz” e o número 11 Cristiano Ronaldo. [Para o povo brasileiro o que não falta é criatividade!]

“Uma mulher gorda e um peru, ambos na esteira da academia:

Ela: -Tenho que emagrecer pras festas...
Ele: -Eu também!”

Fabio Campos, 03 de Dezembro de 2017.


Últimas publicações
- A FORÇA QUE HÁ NAS LETRAS
- ADEDONHA: VOCÊ UM DIA FEZ ESSE JOGO.
- COUSCOUS NO NATAL, POR QUE NÃO?
Colunistas
Antonio Machado
30 ANOS APÓS O FALECIMENTO DO ESCRITOR VALDEMAR DE LIMA
Archimedes Marques
DELEGADO ARCHIMEDES CONTRA O MATA SETE
Augusto Ferreira
Solidariedade começa com pequenos gestos
Carlindo de Lira
INTERIORIZAÇÃO versus METROPOLIZAÇÃO
Carlito Lima
SOCORRINHO
Cicero de Souza Sobrinho (Prof. Juca)
Fabulosa
Clerisvaldo B. Chagas
Resposta Benigna a Machado
Djalma Carvalho
BALNEÁRIO CAMBORIÚ E OKTOBERFEST
Fábio Campos
A FORÇA QUE HÁ NAS LETRAS
João do Mato
O QUE É UM PROBLEMÃO PODE TORNAR-SE UMA SOLUÇÃO
Joaquim José Oliveira Chagas
RETALHOS DE UM PAÍS
José Ailson Ferreira Leite
ESPECIAL SEMANA SANTA - DOMINGO DE PÁSCOA
José Antônio (Toninho)
Cirurgiões-dentistas ganham autorização para solicitar exames complementares
José Avelar Alécio
ENSINO PÚBLICO DE ALAGOAS x ENEM
José de Melo Carvalho
AFONSO ALECIO GOMES, UM BANCÁRIO EXEMPLAR
José Malta Fontes
SERTÃO EM FLOR
José Vaneir Soares Vieira
VIII - A TERRA E O CÉU FUGIRAM DE DEUS - i
Luciene Amaral da Silva
DETALHES
Manoel Augusto
Jogos de azar !!!???
Maria Lúcia Nobre dos Santos
RIO BALDO
Marta Alves Lemos
Desabrochando pra vida!
Paiva Netto
Tecnologias assistivas
Pe. José Neto de França
VOCE SE CONSIDERA UMA PESSOA MEDROSA?
Pedro Cardoso Costa
ABRAÇO DE AFOGADOS
Rogivaldo Chagas
A NATUREZA DAS ESCOLHAS
Sibele Arroxellas
TAMBORIM

Últimas Atualizações
30 ANOS APÓS O FALECIMENTO DO ESCRITOR VALDEMAR DE LIMA
Tecnologias assistivas
A FORÇA QUE HÁ NAS LETRAS
 
© 2001/2017 - Portal Maltanet - Todos os direitos reservados